Desenvolvimento Pessoal

Tenho uma proposta pra você

Na verdade, duas propostas.

Vai parecer um pouco fora do comum. Se você aceitar, não vai ser fácil de seguir em frente. Você vai pensar em desistir. Aliás, tenho quase certeza de que seu primeiro pensamento vai ser recusar a minha proposta. Mas não recusa logo de cara, pensa com carinho.

Eu sei que o ano passado foi difícil. Foi trágico, pra dizer o mínimo. Mas você não precisa ler todos os motivos que definiram o seu ano de 2018 como trágico em um post aleatório num blog com nome confuso, de uma pessoa que você mal conhece, ou nunca ouviu falar.

Antes de te falar da minha proposta, quero só lembrar de uma coisa: teve muita coisa boa em 2018. Talvez não à primeira vista, mas olha com carinho pra tudo que aconteceu. Tenho certeza de que você vai encontrar motivos para agradecer. Nem que seja pelo fato de que você teve forças pra levantar da cama, de que ainda está respirando, vivendo! Parabéns! Eu sei que isso não é fácil. Mas poderia ser. )

Chegamos em 1964. Não, pera…

Chegamos em 2019!

Minha primeira proposta é a seguinte: vamos parar de desejar que o ano seja diferente e que as coisas melhorem? Porque, olha, não adianta nada! Alguma vez na vida você conseguiu alguma coisa que desejou muito? Não? E continua desejando que as coisas mudem?

Você é insano!

O mundo esta caótico. Como se tudo fosse uma bad trip de ácido que não acaba nunca. Surreal.

Por muitos e muitos anos eu desejei que o mundo fosse melhor. Que as coisas melhorassem, que eu ganhasse na mega sena, que as pessoas fossem melhores. Fui pra faculdade de jornalismo porque eu sempre fui idealista, sempre quis mudar o mundo. Sempre desejei que meu trabalho, que o que eu fosse escrever tivesse algum poder de mudar o mundo. Não queria ganhar dinheiro com isso, queria apenas fazer a minha parte.

Hoje eu já não tenho mais essa pretensão. Quem sou eu na fila do pão para ficar querendo e desejando escrever alguma coisa que vá ajudar o mundo a ser um lugar melhor?

Mas alguma coisa aconteceu comigo nos últimos meses de 2018. Eu mudei a minha forma de pensar. Percebi que ficar desejando e querendo e pedindo por um mundo melhor não leva ninguém a lugar nenhum, não melhora o mundo. Então, eu parei de desejar. Eu parei de querer que o mundo fosse um lugar melhor.

E é isso que eu quero que você faça: pare de desejar.

O que mudou em mim foi uma coisa aqui dentro, bem lá no fundo. Eu parei de desejar. O que aconteceu foi que eu tomei uma decisão, que eu sei que já mudou a minha vida. Eu sinto no meu corpo, nos meus ossos, no arrepio que me dá quando eu começo a pensar nisso. Eu sinto, porque toda vez que eu penso nessa decisão, eu sorrio. Eu me emociono só de pensar nessa decisão.

Eu decidi FAZER. E essa é a segunda parte da minha proposta pra você. Eu quero que você DECIDA FAZER DIFERENTE.

Lembra que eu te chamei de insano lá no começo do texto e você se sentiu ofendido? Então, lembra que um físico que parece muito insano, mas que todo mundo chama de gênio, disse que é loucura continuar fazendo as mesmas coisas, e esperar resultados diferentes? Era disso que eu estava falando.

De continuar desejando e não mudar nada. Continuar com a mesma linha de raciocínio, mesmos padrões de pensamentos, mesmo vocabulário, mesmas companhias, mesma comida, mesmas reclamações, post desabafo no facebook, xingar muito no twitter, tudo isso não muda absolutamente NADA.

Continuar fazendo exatamente o que você esteve fazendo nos últimos anos não vai te deixar no mesmo lugar. Vai te fazer andar pra trás, e você não vai perceber porque a sua zona de conforto é quentinha e confortável. Mas é uma grande merda.

Pra fazer diferente você tem que pensar diferente. Você tem que agir diferente. Você tem que levantar a bunda do sofá, tem que se olhar no espelho e encarar as merdas que você fez, e todo seu potencial que esta coberto de merda da sua zona de conforto.

Você vai precisar se perguntar o que você quer de verdade. Como você quer que a sua vida seja em 2019. Vai ter que olhar pra sua lista de tarefas, para todas suas roupas, pra cada detalhe da sua vida e se perguntar se isso está alinhado com o que você quer. E é aqui que a coisa fica complicada e você vai querer desistir. Vai me chamar de louca porque vai parecer impossível continuar. Vai me chamar de louca porque eu to escrevendo sobre essas coisas, to te chamando de insana, to falando que você precisa levantar a bunda do sofá. (E quem eu penso que sou pra falar com você desse jeito? Você deve estar se perguntando.)

Porque encarar a realidade dói. Porque sair da zona de conforto dói. Reconhecer que você foi uma preguiçosa e que não fez nada do que tinha planejado pra 2018 dói. Reconhecer que você talvez não esta alinhada com os seus valores dói. Reconhecer que seus amigos e sua família também não estejam alinhados com os seus valores, dói muito.

Viver alinhado com os seus valores, com o seu propósito, fazer com que a sua vida se encaixe no que você acredita e no que você decidiu que quer mudar, não é fácil. Exige comprometimento, esforço, e muita determinação. E muita, mas MUITA DISCIPLINA.

E por que eu estou te propondo isso tudo, se é tão difícil?

Porque foi essa a decisão que eu tomei. Porque isso esta me ajudando a ser uma pessoa melhor. Porque eu sei que eu vou alcançar tudo que eu escolhi. Porque eu vou trabalhar, porque eu vou ter disciplina, e porque eu tenho certeza de que se você está lendo esse texto até agora, você também quer ser uma pessoa melhor, você quer alcançar todo o seu potencial, e você sabe que alguma coisa precisa ser FEITA, alguém precisa fazer alguma coisa, e só você pode dar o primeiro passo na direção dos seus sonhos. Você não se contenta com pouco. Você sabe que a vida é mais do que isso.

Porque eu acredito que a melhor forma de curar o mundo desse caos, é, em primeiro lugar, curar a nós mesmos, curar nossas feridas emocionais, entrar em contato com nosso propósito, entender quem somos nós, e o que estamos fazendo, expandir a nossa consciência sobre tudo que nos cerca, entender como as coisas funcionam. Só depois que a gente entende como as coisas funcionam é que a gente consegue mudar. Só quando você entender como você funciona, você vai poder decidir mudar.

Se as pessoas estivessem felizes, satisfeitas consigo mesmas, bem resolvidas, você acha mesmo que teria tanta merda no mundo? Você já viu alguém feliz querer fazer mal pra alguém? Já viu gente feliz querer atrapalhar a vida dos outros?

Pois eu não. E é nisso que eu acredito. E é pra isso que eu levanto da cama todos os dias: pra ser uma pessoa melhor.

Eu já escrevi aqui sobre como ninguém mostra o durante nas grandes transformações, nas grandes mudanças que acontecem na vida das pessoas, e tinha dito, ou escrito, que ia compartilhar isso por aqui. Demorou um pouco, mas esta aqui: o primeiro passo concretizado: DECIDIR.

Vou contar aqui como esta sendo o processo, o que esta dando certo, o que não esta rolando. As ferramentas que eu estou usando, o que eu não estou fazendo, mas deveria, e você vai testando aí e vai descobrindo novas coisas por aí, e a gente vai trocando, e vai crescendo junto combinado?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s